Poesia de Cora Coralina

“Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.”



Cora Coralina















































Espero que aproveitem bem este blog... um abraço! SANDRA AQUINO















quarta-feira, 11 de abril de 2012

POEMA - PARDALZINHO

LEIA O POEMA E RESPONDA:


Pardalzinho
O pardalzinho nasceu
Livre. Quebraram-lhe a asa.
Sacha lhe deu uma casa,
Água, comida e carinhos.
Foram cuidados em vão:
A casa era uma prisão,
O pardalzinho morreu.
O corpo Sacha enterrou
No jardim; a alma, essa voou
Para o céu dos passarinhos!
1- Quais os personagens do texto?

2- Quantos versos têm este poema?

3- Qual o assunto principal tratado no poema?

4- No poema existe algumas rimas, quais são elas?

5 – No verso : “O pardalzinho nasceu”, a palavra grifada é:
(A) adjetivo.
(B) substantivo.
(C) verbo.
(D) numeral.

6- O ponto de exclamação na frase:”Para o céu dos passarinhos!" Representa:
(A) felicidade.
(B) emoção.
(C) alegria.
(D) choro.

7 – Circule as sílabas tônicas das palavras:

Água – prisão – jardim – cuidado- pardalzinho – asa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário